Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Eu e a minha Escrita


Em Fevereiro, quando criei este espaço com a C., o objectivo era um.

Entretanto fui-me viciando nisto. Nesta coisa de escrever sem ser para a gaveta.

Sempre gostei de escrever mas ao contrário de muitas pessoas que têm este gosto, sempre gostei de ser lida, comentada e criticada (na positiva e na negativa). Enquanto tive idade para isso, escrevi e fui publicada no DN Jovem. Quando deixei de ser "Jovem", comecei a pensar qual seria o interesse de escrever se ninguém me iria ler?
O Blog voltou a dar-me esse prazer de escrever sabendo que outros me iriam ler. Não fico triste por não ter uma lista enorme de comentários como vejo noutros blogs, mas gostava que por quem cá passa deixasse uma mensagem qualquer. Porque a escrita é um exercício que se pratica e que evolui com o que se vai aprendendo, com chamadas de atenção que nos são feitas para este ou aquele pormenor.
Das poucas coisas que tenho escrito aqui e que não são relatos da minha vida, sinto que fica sempre qualquer coisa por dizer, mas há momentos da minha escrita criativa em que "emperro" e já não consigo andar para trás nem para a frente.
Não consigo assinar outro nome que não o meu. Apesar de pensar muitas vezes que vive mais do que uma pessoa dentro de mim, não consigo deixar de pensar nessas pessoas diferentes como duas partes de uma mesma - a Vera que todos conhecem. Esta Vera que todos conhecem poderá dar a conhecer ao Mundo o que todos não conhecem? Este é o dilema da minha escrita.
A partir daqui, e desde que existe o Vekiki, a minha vida passou a estar exposta para quem a quiser ler.
Não deixa de ser engraçado e estranho ao mesmo tempo!
Por outro lado, gostava de conseguir encontrar um nome para o meu outro Eu. Se o conseguisse, talvez conseguisse soltar mais as minhas mãos!

8 comentários:

Dora disse...

Bem como já tive oprtuindade de te dizer imensas vezes, este teu blog faz parte do meu começo de dia. Gostava de escrever como tu, pois consegues prender o leitor (neste caso a leitora) com tudo o que até aqui tens escrito. Deves continuar com toda a garra que tens, pois eu acho te uma mulher fantástica. Beijos

1/4 de Fada disse...

Acho que compreendi o que sentes. Beijinhos.

Daqui te vejo disse...

Daqui te vejo e daqui te vou comentando. O que daqui podes contar é que com a mão com que te teclo um rasgado elogio ou mesmo uma caricia, será a mesma que sem hesitações teclará um risco azul de censura.
1Bj

Peninha disse...

Seja com Vera , Vekiki ou outro nick-name qualquer quero que saibas que aprendi a gostar dessa pessoa que está desse lado através da tua escrita, dos teus posts, dos teus comentários (...dos teus bolinhos!!!).
Gosto de te ler, gosto daquilo que passas através das palavras, gosto de ser já um assíduo leitor da tua escrita.
Depois de nos termos conhecido vi e senti que não me tinha enganado, a mesma pessoa que escrevia coisas tão bonitas, interessantes, engraçadas, sentidas era exactamente a mesma pessoa "ao vivo e a cores".
Quanto ao teu blogue não ter a lista infindável de comentários que outros blogues tem, não te preocupes... de certeza que quando escreves não o fazes para bater o record de comentários mas sim porque te apetece escrever, desabafar, partilhar o que sentes e o teu dia a dia.
É sempre bom ter comentários, sermos criticados ou elogiados mas não é esse o grande objectivo.
Como sabes tb escrevo muito: coisas sérias, coisas sem nexo ou até mesmo escrevo para ver os outros sorrir mesmo que seja a maior palhaçada do mundo.
Se a essência de oferecer algo é fazê-lo sem esperar nada em troca, o mesmo se passa com o que escrevemos.
Eu continuarei por cá para te ler e "ouvir".
Beijinhos
Peninha

waterfall disse...

Por isso eu sou waterfall, não muito longe daquilo que sou na vida real mas um pouco mais destravado. Também sou eu num outro blogue, um blogue de família, por isso sinto-me equilibrado. Mas gosto mais do meu lado secreto, até pela aventura e a adrenalina que provocam.

Thunderlady disse...

Li ontem este teu post e não consegui comentá-lo na altura.

Dizes no último parágrafo que se encontrasses um outro nick talvez conseguisses soltar mais as mãos. Talvez se encontrasses outro nick e outro blog onde ninguém mesmo saiba quem és.

Em relação ao teu trajecto na escrita, eu pessoalmente não consigo escrever num diário secreto. Parece que há sempre um misto de desejo de secretismo e desejo de ser lido :) Um blog
e uma coisa engraçada... simultaneamente fácil e dífícil.

Comecei a ler-te há pouco tempo e o que posso dizer de mais sincero é que gosto de acompanhar o teu blog, não anda às voltas nas mesmas coisas, talvez só um pouco no que toca à tua relação com os teus filhos, mas creio que é normal e eles estão sempre em rápida mutação, com certeza. Deve ser estranho releres coisas passadas e olhar para eles agora, não?

Não sou nenhuma crítica credível, tenho a minha opinião e ela é que deves ir para a frente na escrita criativa. Independentemente de seres boa ou má nisso, pelo menos vais aprender mais qualquer coisa e conhecer mais um pouco de ti mesma :)



Beijinhos e vai, atira-te!

Gigi disse...

Olá Vera.
Quem tem um blog quer sempre ser lido, julgo eu.
Eu gosto do teu blog, creio já ter referido isso outras vezes. Gosto da maneira como expões o teu ponto de vista - é simples e objectivo, gosto das histórias dos teus filhos - é muito engraçado por serem muitos, acho que és especial e pareces-me muito simpática, franca e aberta.
Não sei se é esta Vera que queres dar a conhecer mas sei que é assim que te "vejo"...
Em relação ao último parágrafo que escreveste, o que eu acho é que independentemente do nick ou nome que tiveres, tens que deixar sair as palavras...
Beijinhos

cova-do-urso disse...

Blogar passa a ser uma necessidade.

Vim cumprimentar a colega do Clube de Bloguistas.

Bonito blogue. Apreciei o que vi.

Abraço

António

Blog Widget by LinkWithin