Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Vick Vaporub

Algures, na Net


Este frio faz-me lembrar as constipações que eu e os meus Irmãos tivemos quando eramos miúdos. Porque os nossos Pais trabalhavam e os nossos Avós Maternos moravam mesmo ali ao virar da esquina, não era raro dormirmos em casa dos Avós.

A Avó, um bocado antes de nos irmos deitar, aquecia botijas eléctricas ou sacos de água quente que punha dentro das camas e quando nos deitávamos, esfregava-nos esta pomada milagrosa no peito e nas costas. Quando o nariz teimava em não deixar passar o ar necessário a uma respiração normal, punhamos também um bocadinho no nariz!

Hum...que cheirinho! Mas depois, o Vick começou a cair em desuso. Começaram a dizer que não era aconselhado o seu uso em asmáticos (o meu caso)...os meus Filhos nunca o usaram...

Eu tenho saudades!






8 comentários:

LionMaster disse...

axo que nunca usei disso... la está... pelo mesmo caso :S infelizmente...
Tenho de me aguentar a bronca sem essa preciosa ajuda...
:)

Patti disse...

Sabes, nunca liguei a isso do vick fazer mal e sempre usei na Beatriz, moderadamente é claro. Também adoro o cheiro como tu.
Cheiros de infância.

Daqui te vejo disse...

Este bálsamo tem mais uma virtude: quando se anda com cavalos inteiros junto de éguas em cio, "besunta-se" as narinas do cavalo com Vick e devido à intensidade do odor não lhes chega o cheio das éguas.

waterfall disse...

Também tenho saudades, do Vick e dos mimos que se lhe seguiam.:)

Gi disse...

Eu adoro o cheiro;
O meu filho mais velho é asmático e o médico dele nunca pôs nenhuma contra-indicação;
O que é certo é que ele adora e mal nunca lhe fez.

Miepeee disse...

Devo ser a unica alergica ao Vick, fico com falta de ar.
Lembro-me de me pintarem as costas com tintura de iodo, parecia um tabuleiro de damas :)

Thunderlady disse...

Adoro esse cheiro, e as recordações.. por um lado más por estar doente, por outro boas, a altura de pôr o vick era a altura do alívio!

:)

**

Anónimo disse...

O Vick também fez parte da minha infância!!! Associo-o sempre a cama, muitos cobertores e livros, porque sempre adorei ler na cama.

O ano passado, depois de mês e meio cheio de tosse - em que já pedia-a a todos os conhecidos mézinhas, rezas ou o-que-fosse para acabar com o suplício - descobri uma nova funcionalidade para o Vick.

Disseram-me que esfregando a pomada na planta dos pés e calçando umas meias para os aquecer, que a tosse parava. E não é que parou ao fim de duas aplicações ?!

Como não acredito em bruxas, o meu espírito científico inclina-se mais para uma qualquer explicação milenar da medicina chinesa, da medicina alternativa ou das aromoterapias...

Bjocas Vera,
tua amiga Ágata

Blog Widget by LinkWithin