Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

domingo, 18 de janeiro de 2009

Ary dos Santos (Lisboa, 7 de Dezembro de 1937 — 18 de Janeiro de 1984)

Cavalo à Solta,

Letra - José Carlos Ary dos Santos, Voz - Fernando Tordo

Passam hoje 25 anos sobre a sua morte. Tinha 48. Fez parte da minha juventude. Ouvi-o, li-o e cantei-o. Escreveu palavras maravilhosas para serem cantadas por Amigos. Escreveu palavras duras que só ele sabia declamar.

Neste post ficam as maravilhosas! Para quem não conhece, conhecer. Para quem conhece, relembrar.

Para ti, Ágata!

7 comentários:

pensamentosametro disse...

Sem cores e sem conotações, porque sou verdadeiramente livre. Também eu li, ouvi e cantei as palavras de Ary dos Santos.


Bjos


Tita

Saltos Altos Vermelhos disse...

Para mim é distante! Mas gosto muito das letras dele!

Ovinho Estrela(do) disse...

Olá, Vera.

Venho ali do link que a Tita deixou a este blog.
Vou ver o video e deixo-lhe um beijo grande.

*

BlueVelvet disse...

Tive o privolégio de o ter conhecido.
Era uma pessoa muito especial.
Um ser humano fantástico.
Beijinhos

Anónimo disse...

Nem calculas como fiquei emocionada! Muito obrigada, Amiga!

...Principalmente porque ontem andava a deambular com as minhas filhas e pensei ir bater-te à porta para conversarmos !!!!

O José Carlos Ary dos Santos, tantas vezes injustamente esquecido, deu aos portugueses letras fantásticas de canções que todos ainda hoje cantamos... e que muita gente nem sabe que são dele!!! E já nos deixou há vinte e cinco anos!

E nós as duas, não nos vemos há quanto tempo ???

Beijos,
Ágata

Maria disse...

Ontem andei pelo teu blogue sem conseguir comentar. Hoje estava a ver que não o abria...

Recordar Ary dos Santos é recordar apenas um dos melhores Poetas de sempre da nossa língua.

Obrigada...

Vekiki disse...

Maria, agora que conseguiste entrar, deixa por aí os teus comentários e as tuas estrelas :)
Obrigada pela visita!

Blog Widget by LinkWithin