Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Pele de Galinha

Comprei ontem.
Com um arrepio que me percorreu as pernas e os braços, transformando em pele de galinha a minha pela humana.
E ao abri-la, e ao ler os testemunhos de amigos, de família, de pessoas que com ele privaram, não pude evitar lágrimas.
Desculpem-me mais um post sobre este tema, mas teve de ser!

«[...]A ausência do Presidente da República fez de Cavaco Silva um homem afetado pela cegueira branca do mais genial dos livros de Saramago. [...] Mas o surpreendente ato falhado da sua deserção cede à pequenez, ao despeito e à parolice que caracterizam os inquisidores de Saramago.[...]»
Sexto Sentido,
Filipe Luís,
In Visão, de 24 a 30 de Junho

2 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Sabes que chego a pensar que Cavaco não merecia estar lá...
Apesar de achar que devia estar.
Afinal é o Presidente de todos os portugueses, como não se cansa de afirmar!

Abraço

Dylan disse...

José Saramago não era menos português por não pôr a bandeira à janela na véspera de um evento desportivo. Acima de tudo, a sua essência era ibérica. Convém dizer que só saiu de Portugal devido à ostracização de Sousa Lara, comprovada agora com o episódio político revisionista da não presença de Cavaco Silva no seu funeral. "Viagem a Portugal" é reflexo de amor e do encantamento que sentia pelo país, pela sua beleza e cultura, pela classe trabalhadora, espelhada na sua identidade, mesmo que isso significasse ir contra a ideologia do seu partido, contra a maioria religiosa, contra o politicamente correcto. Para o seu espírito inconformado, a morte é pouco relevante. Como diria Saramago, "o fim duma viagem é apenas o começo de outra".

http://dylans.blogs.sapo.pt/

Blog Widget by LinkWithin