Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Conversa Matinal...e de Natal!

Algures, na Net
É mesmo verdade. Estamos no mês do Natal!


[Está tanto frio...e eu não gosto nada de frio. Aborrece-me esta coisa de ter que vestir muitas camadas de roupa, parece que não me consigo mexer, tenho sempre a ponta do nariz gelada, parece que vai cair. Está provado, não nasci para viver no frio.]

Mas estava eu a falar do Natal. Sente-se que vem aí O Dia.

Sábado foi dia de reunião de Mães, construção de Árvore de Natal para a Escola, montagem do Cabaz de Natal. Divertido, muito divertido. A casa quentinha, muito trabalho, chá e suspiros. Não demos pelo frio!

Hoje começam a vender-se as rifas do Cabaz. Também começa a Feira do Livro.
Amanhã vamos montar a Árvore e enfeitar a Escola.

Por aqui por casa ainda só temos os calendários de chocolate, porque o Natal só se prepara a 8. Este ano vamos ter árvore natural, pouco ecológico, bem sei, mas temos que agradar a todos e a última árvore foi criada cá em casa.

É assim que começa esta semana!

7 comentários:

pensamentosametro disse...

ainda não me começou a "cheirar" a Natal. Deve ser por andar constipada...


Bjos


Tita

Thunderlady disse...

Este ano não vai haver árvore nem enfeites nem nada.

Cansámos! Estamos saturados de todo o espírito hipócrita do Natal mas sim, não vou ser hipócrita: vamos contribuir com a nossa parte de hipocrisia na época. Calha a todos. Mas lá em casa não.

Bjokas

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Pois é, parece que o Natal realmente aproxima-se a passos largos :)

Beijo meu ♥,

A Elite

inespimentel disse...

Apercebi-me que lá em casa os "eles" não se "tocavam" com a árvore de Natal que eu fazia questão de enfeitar todos os anos! Já estão crescidos... depois talvez recuperem esse prazer!
Para mim acabou, agora vivo o Natal "por dentro".

Júlio disse...

E as mão frias a escrever são do pior, muita roupa que se tenha em cima...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ai o Natal, o Natal...

Anónimo disse...

Começa o meu tempo de fazer broas Castelar !!!! Aquele cheirinho, como as que a minha avó fazia... ficávamos uma noite inteira (ou assim me parecia) a pô-las no forno...

Aliás, ela era descendente do Castelar, inventor das ditas broas, e dizia que as que andavam por aí eram todas falsificações (o Senhor nunca terá deixado a receita ninguém... senão à família).
Quando ela morreu, passei eu a fazê-las, fechada na cozinha com a receita e a ajuda das minhas filhas... afinal para quem pensam que segue o velho papel ?

Bjocas Vera, talvez te dê a provar uma!
Ágata

Blog Widget by LinkWithin