Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Música


Sento-me. Acaricio o branco frio. Deixo as mãos deslizarem entre umas e outras. As teclas. A vida. O som. Quando toco abro as janelas de par em par. Sobre o rio que corre lá em baixo e que pára para me ouvir tocar. Não importa que esteja frio. O tule das cortinas esvoaça. Branco e leve. Abanado por forças próprias, como se tivesse alma, e querer, e sentir. O som do meu piano precisa de se espalhar. É vaidoso e gosta de ser ouvido. Faço-lhe a vontade e ele reage. As notas soltam-se como se não precisassem dos meus dedos. Fecho os olhos e voo com elas. Sobre os telhados de Lisboa. Cheios de musgo do Inverno. Cheios de pombos que debicam as migalhas sacudidas de toalhas de rendas e bordados. O meu piano. A madeira escura, envelhecida, valorizada por anos de ternuras e de músicas tocadas. A minha música, tocada vezes sem conta para um público imaginário, aplaudida por mãos que, tal como os pombos, voam, supensas na claridade da cidade sobre o rio. As minhas mãos, suaves, esguias, feitas para tocar um piano secular, afinado por notas de outros tempos. Que importa se estou só? Que importa tudo o que foi ficando para trás e não me acompanhou? Importante é a música que se deixa ouvir, por cima do rio, quando as minhas janelas se abrem de par em par e o meu piano vaidoso toca.

8 comentários:

SaRah disse...

quero saber deixar que as notas vaidosas se soltem quase sem precisarem dos meus dedos que ainda têm que aprender a ser leves.! adorei =p

Filoxera disse...

Esta é uma música sob a forma de prosa poética. Parabéns: gostei da melodia.
Beijinhos, amiga.

Si disse...

Há textos que nos saiem dos dedos tão fluídos como notas de música de um piano. Este foi um deles.
Beijinhos

KatWoman disse...

Começei a ler, continuei a ler e não consegui parar. As tuas palavras embalaram a minha leitura tanto como a melodia das notas do teu piano vaidoso. Gostei verdadeiramente deste texto e para mim, marca uma viragem significativa na tua escrita.

Fantástico texto! Adorei.
Kat

Vekiki disse...

Obrigada a todas pelos elogios :)
O piano é um instrumento de que gosto muito e que sonho vir a ter cá em casa...um dia, talvez para ser tocado por mãos de netos!
Beijos para todas :)

BlueVelvet disse...

Excelente texto.
Parecia que as palavras deslizavam como os teus dedos nas teclas.
Beijinhos

O2 disse...

estas mesmo inspirada! Gostei muito do texto, parabéns!

:)

beijo de domingo, hoje estou apesar de, agreste! aiiiii,

Laidita disse...

Que bonito texto! :) Adoro o toque do piano!

Bjs!

Blog Widget by LinkWithin