Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

domingo, 8 de março de 2009

Mulher da Internacional Dia


Mãos vindas daqui

Escrevo sem ter lido nada do que hoje se escreveu sobre o Dia.

Escrevo sobre um dia que amanhece igual a tantos outros que amanhecem depois de noites escuras e silenciosas.

Escrevo sobre um dia que é suposto ser meu. Meu e de todas as outras pessoas que nasceram sob o signo F, de feminino. Escrevo sobre um dia em que recebi uma mensagem a lembrar este dia especial. Escrevo sobre um dia em que não houve qualquer menção especial dos que me rodeiam. Pergunto-me se esperaria algo diferente e concluo que não. Qual o sentido de se comemorar ou dar importância a um dia quando no dia a dia não se consegue valorizar?

Cresci numa época em que a Mulher dava os primeiros passos na conquista de muitos direitos e liberdades nunca antes conhecidos no nosso país. Sei perfeitamente dar o valor ao pós, porque tenho a noção clara do que era o antes. Infelizmente, olho em redor e concluo que pouco foi o que mudou, apesar de direitos e liberdades adquiridos terem feito mudar, aparentemente, muito a vida das mulheres. As mulheres adquiriram o direito à independência económica, mas, se constituirem família, são poucas as que não têm a seu cargo a gestão/manutenção da casa, a orientação e responsabilidade directa dos Filhos. [Raros são os casos em que o homem assume as tarefas domésticas e a responsabilidade dos filhos, porque, hipoteticamente, a profissão masculina é sempre de maior responsabilidade do que a feminina, mesmo que na verdade não seja isso que aconteça.] No caso das mulheres que "têm a sorte" de poder abandonar uma vida profissional para se dedicarem à vida Familiar, qual o preço desta opção? Alto demais para a pessoa mulher - reconhecimento social quase nulo, dependência total do "chefe" da família para tudo.

A mentalidade de superioridade masculina prevalece, encapotada. A superioridade da responsabilidade financeira da Família acaba por ser motivo para justificar situações e atitudes que não deveriam ser justificáveis, porque quem não suporta financeiramente a Família, suporta-a com o seu trabalho diário, duro, fisica e psicologicamente. Infelizmente, há muito ainda por mudar na mentalidade individual e social do nosso país e do mundo.

E os dias vão amanhecendo. Iguais. Depois de noites escuras e silenciosas.

8 comentários:

Fada disse...

Tens toda a razão!
O valor deveria ser reconhecido todos os dias, não apenas hoje...

Ainda há muitas mudanças por realizar...

Beijinhos grandes e um Bom dia para ti!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Concordo inteiramente consigo. Nos últimos 3 dias, lá no Rochedo, éscrevi apenas posts sobre este Dia que preferia não existisse, pois seria sinal de que as mulheres já tinham conquistado plenamente o seu lugar na sociedade.

Si disse...

E se há quem deva ser valorizada, é quem de tudo abdica em prol da família.... todos os dias!

Piquenina disse...

hje passei aqui só para te deixar uma música de que gosto muito.
porquê?
porque quando estou triste, desencantada e meia atordoada uma boa música ajuda-me a "recuperar", a re-centrar, a animar a alma...
e como me parece que ainda estás muito xoxita aqui fica:

http://www.youtube.com/watch?v=fPhC5j9ybwo

(desculpa esta minha ousadia)

Boa semana! :)

Patty disse...

Todos os dias são Dias da Mulher... assim como todos os dias são Natal, basta o Homem querer, não é?
Não fosse um sms do Mr Peninha e nem me tinha lembrado q hoje era o dia da mulher :)!

Filoxera disse...

Amiga: todos os dias são nossos. E quando a carga é pesada, temos de dar um murro na mesa e restabelecer as coisas no devido lugar.
Um beijo muito amigo.

Saltos Altos Vermelhos disse...

feliz dia para nós!!!

Moura Aveirense disse...

Também escrevi sobre isso, aqui e ali .

Blog Widget by LinkWithin