Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

De Amor

Nesta altura da minha vida fazia-me bem um amor.
Sem pressas nem compromissos.
Um amor sem regras socialmente aceites.
Nesta altura da minha vida fazia-me bem a surpresa do beijo e o afecto do abraço.
Sem o sabor do hábito.
Com a força do desejo.
Nesta altura da minha vida...
Onde andas?

4 comentários:

@me@@@ disse...

eu acho que um amor faz muita falta em qualquer fase da nossa vida, um amor verdadeiro, um amor desafogado, um amor sem compromissos, sem exigências, sem dor...

vera disse...

Um amor faz sempre bem, em qualquer altura da nossa vida, com ou sem compromissos.
Que bom receber aquele beijo, mesmo que de fujida.

Só é pena que com o tempo e a vivência os carinhos vão ficando pelo caminho...

:0)Vera

anareis disse...

Estou fazendo uma Campanha de Natal para crianças necessitadas da minha comunidade carente aqui no Rio de janeiro,são crianças que não tem nada no Natal,as doações serão destinadas a compra de cestas básicas-roupas-calçados e brinquedos. Se cada um de nós doar-mos um pouquinho DEUS multiplicará em muitas crianças felizes. Se voce quiser ajudar é fácil,basta depositar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Voce verá como doar faz bem a Alma,obrigado. meu email asilvareis10@gmail.com

maria do mar disse...

um beijo, um carinho, festinhas, fazem sempre bem à alma. é pena que vão adormecendo com o tempo. já tentaste olhá-lo e dizer-lhe " abraça-me. estou carente e quero os teus mimos" ? olha-o bem nos olhos e por mais distraído, fugidio ou ausente, de certeza que te vai apertar... senão, aperta-o, tu.
beijinhos

ps: desculpa tratar-te sempre por tu. sei que és um bocadinho mais crescida que eu. mas a blogosfera tem destas coisas. desimpede a comunicação.

Blog Widget by LinkWithin