Grafia

A Autora deste Blogue optou por manter na sua escrita a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

"Queimar os Últimos Cartuchos"


Cansaço, Esgotamento, Depressão.
Três vocábulos que frequentemente são utilizados para caracterizar estados de alma, estados físicos debilitados.
Sinceramente nunca utilizei nenhum, porque médicos são pessoas que nunca visito e porque de mim espero força e alento para seguir sempre em frente e nunca dar parte de fraca.
Acontece que à beira de ir de férias me começo a sentir um pouco como se tivesse de me arrastar para fazer o que tenho de continuar a fazer e obrigando-me a socializar quando o que me apetece mesmo é desaparecer para o silêncio das minhas leituras de Verão.
Esta semana já vi o meu carro a deslizar à frente dos meus olhos enquanto pagava o combustível que ainda lhe estava a entrar no depósito [tradução, saí do carro e não puxei o travão de mão]. Hoje procurei o meu telefone por todo o lado, enquanto ele estava muito sossegado ao meu lado, em cima da mesa. Na festa de aniversário de uma das minhas sobrinhas, esta semana, onde estão sempre pessoas que eu adoro e com quem gosto imenso de estar e de conversar, parecia que estava fora de um vidro a observar o que se passava do lado de lá. As aulas já terminaram há um mês e eu ainda não consegui sentir a sensação de alívio que costumo sentir quando tenho de encaixotar livros e cadernos no final do ano lectivo [para dizer a verdade, ainda nem esta simples tarefa cumpri]. O ano lectivo foi trabalhoso e muito exigente para mim. Os problemas de saúde dos nossos Pais (homens) também me deitaram abaixo. Pessoalmente, andei a puxar por mim própria...
Não me apetece aspirar, nem limpar. Não me apetece pensar em refeições e muito menos fazê-las. Não me apetece lavar roupa e muito menos engomá-la [até consegui fazer as camas dos miúdos com rooupa tirada directamente do estendal!!!].
Faltam poucos dias, é verdade, mas nesses dias tudo o que não me apetece fazer vai ter de ser feito.
Para além disto, ainda vou ter o aniversário da minha Irmã [aproveitei que a Catarina ainda está cá e já fui com ela escolher o presente] e o aniversário da minha pequenina sobrinha de 2 anos [também já tenho os presentes].
After, a Catarina faz anos no dia 1 e vamos ter festa cá em casa. Na próxima semana vou ter de aproveitar a ausência dela e preparar tudo de maneira a que exista o factor surpresa numa festa que ela pediu para ser feita.
Não gosto de medicamentos e muito menos de estimulantes, mas neste momento acho que precisava de algo que me desse um speed mesmo à séria!
É que até escrever se está a tornar difícil...

PS - se alguém ligado à medicina/psiquiatria me ler, diga-me: são graves estes sintomas?

1 comentário:

Luísa disse...

Rita, não percebo nada de assuntos médicos, mas diria que é, provavelmente, o cansaço do final de mais um ano lectivo, a acumulação das ansiedades inerentes, o calor – que derrota qualquer um, sobretudo quem tenha tendência para tensões baixas - e a necessidade física de férias, que é uma necessidade real. Vá gozá-las, goze-as bem (descansando muito) e veja como volta delas. As substâncias químicas que produzem em nós energia e boa disposição vão-se gastando, e se não repomos os «stocks», é o que acontece. :-)))
P.S.: Também estou no ponto de não me apetecer fazer nada. Mas é certo que, as temperaturas subindo acima dos 25º, nunca me apetece.

Blog Widget by LinkWithin